" CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ "

domingo, 13 de dezembro de 2009


RELIGIÕES TRADICIONAIS

AFRICANAS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



Um 'homem da medicina popular' Igbo nos dias atuais na Nigéria, na África Ocidental.
As religiões tradicionais africanas também referidas como religiões indígenas africanas, englobam manifestações culturais, religiosas, espirituais e indígenas no continente africano, há uma multiplicidade de religiões dentro desta categoria.
Religiões tradicionais africanas envolvem ensinamentos, práticas e rituais que fazem a estrutura das sociedades nativas africanas, refletem concepções locais de Deus e do cosmos. Mesmo dentro de uma mesma comunidade, pode haver pequenas diferenças de percepção do sobrenatural. São religiões que não foram significativamente alteradas pelas religiões adotadas mais recentemente (cristianismo, islão, judaísmo e outras). Estima-se que estas religiões sejam seguidas por aproximadamente 100 milhões de pessoas em todo território africano.
Os africanos tradicionalistas quase sempre reconhecem a existência de um Deus Supremo ou Demiurgo que criou o Universo (Olodumare, Olorun, Ifá, etc). Muitas histórias tradicionais Africanas falam de como Deus ou o filho de Deus, uma vez que viveu entre os homens, mas, quando os homens fizeram algo que ofendeu a Deus, o divino retirou-se para os céus.
Religiões tradicionais africanas são definidas em grande parte por linhagens étnicas e tribais, como a religião yoruba da África Ocidental sendo a mais influente.

Religiões tradicionais africanas e línguas

A maioria das Religiões tradicionais africanas têm, na maior parte de sua existência, sido transmitidas oralmente/espiritualmente (em vez de escrituras).[1] Assim, os peritos lingüísticos tais como Christopher Ehret[2] e Placide Tempels aplicaram seus conhecimentos de línguas para reconstruir a opinião do núcleo original dos seguidores dessas tradições. As quatro famílias linguísticas faladas na África são: Línguas afro-asiáticas, línguas nilo-saarianas, Níger-Congo e Línguas khoisan.[3]

Classificação e estatísticas

Adherents.com lista as "Religiões tradicionais africana e da diáspora" como um "grande grupo religioso", estimando cerca de 100 milhões de adeptos. Eles justificam esta listagem combinada das religiões tradicionais africanas e Diáspora africana, bem como a separação da categoria genérica "indígenas-primitivas" salientando que "As religiões 'indígenas-primitivas' são essencialmente tribais e compostas por povos pré-tecnológicos."

Tradições por região

Norte da África
África Ocidental
África Central
África Oriental
Sul da África
Religiões tradicionais africana na Diáspora
Uma parte da Mitologia Africana foi levada para as Américas pelos africanos escravizados, as que mais se tem notícia são: a mitologia fon daomeana, mitologia yorubá, mitologia igbo, mitologia fanti, mitologia ashanti, mitologia angola, mitologia congo, mitologia bantu, que mais tarde tornou-se uma mitologia mestiça nas religiões afro-americanas, religiões afro-cubanas, religiões afro-brasileiras.
A mitologia fon daomeana que cultua os Vodun no Vodun da África Ocidental foi para as Américas e Caraíbas formando assim as religiões do Vodou haitiano no Haiti e República Dominicana, Regla de Arará em Cuba, o Voodoo nos Estados Unidos, Obeah na Jamaica e Trinidad e Tobago, Winti no Suriname, e o Candomblé Jeje no Brasil, todas parte das religiões afro-americanas
A mitologia congo é mais frequente ser encontrada na diáspora africana de diversos países, na Kumina da Jamaica, na Regla de Palo em Cuba, noa Voodoo dos Estados Unidos e no candomblé bantu no Brasil.
A mais conhecida é a dos Orixás mitologia yorubá, onde se encontra a gênese de religiões como a Santeria ou Lukumí através da Regla de Ocha, Candomblé ketu e de várias nações, Xangô do Nordeste, Batuque, Xambá, Omolokô, Umbanda (e suas vertentes), Quimbanda e outras.
O que a todas é comum é o culto pelos Orixás, o que diverge entre elas é a maneira de fazer esse culto.


    9 comentários:

    1. aluno:marcelo gomes feitosa N:18
      escola:dom lustosa
      serie:7B tarde

      eu achei muito interessante o ritual HINDU porque envolve muita dança e é um ritual bem alegre

      ResponderExcluir
    2. Oi professor Jonas meu nome é Florismar Da Silva Moreira,Estudo na Escola Creusa do Carmo Rocha da 8° A tarde.

      Eu achei muito interessante pois passa bastante conhecimento de cada religião esclarece as nossas duvidas sobre as religiosos e seu simbolos e também gostei muito do yin yang.

      ResponderExcluir
    3. ola professor jonas achei seu comentario muito importante pra quem precisa de deus pois tem muitas pessoas que nem liga pra deus. vitoria marques de oliveira 6b tarde numero 31

      ResponderExcluir
    4. OI PROFESSESSOR EU GOSTEI MUITO POI MOSTRA QUEM DEUS É PARA QUEM NÃO CONHECE...
      THAYNA N:34 8B TARDE ( CREUSA DO CARMO ROCHA)

      ResponderExcluir
    5. Oiiê professor adorei esse comentario do senhor é muito legal tem falando sobre tradições africana e religiões adorei muito muito interessante
      Jeane viana do C.C.R
      DA 8 B, NUMERO 10

      ResponderExcluir
    6. Professor nós gostamos muito do seu blog pois aprendemos muitas coisas muito interessantes adoramos o ritual HINDU sobre os rituais bem diferentes da nossa religião...
      Nós gostamos muito de suas aulas mesmo as vezes termos um pouco de preguiça, mais mesmo assim gostamos!
      Jhoselyne,Juliana e Andressa 7Am N;26 N:22 e N:41
      (CREUSA DO CARMO ROCHA)

      ResponderExcluir
    7. eu entendi que ancestralidade africana é a realidade vista e julgada especialmente em seus aspectos dinâmicos relacionados proximo á vida , o mais real e valioso concedido para cada ser.

      Yuri de Souza Rocha .8B tarde
      (CREUSA DO CARMO ROCHA)

      ResponderExcluir
    8. gostei muito, mas eu queria saber o que a tradição religiosa africana tem a ver com a tradição religiosa indigena?
      por favor me responda se puder ainda hoje

      ResponderExcluir
    9. Gostei muito do texto e concordo com ele.Por todo mundo tem religiões diferenciadas,e todos temos direito de seguir seja ela qual for.ADRIEL NUNE SENA 9°A MANHÃ N° 01 CCR

      ResponderExcluir